“O sapato que serve num pé, aperta no outro, e não existe uma receita de vida válida para todo mundo. Cada qual tem sua forma de vida dentro de si, sua forma irracional, que não pode ser suplantada por outra qualquer.”  (Carl Gustav Jung)

www.despertarcriativo.com.br

           Thalita Arruda  Psicóloga de orientação junguiana especialista em arteterapia e expressões criativas

                                                                               CRP: 06/89561  (11)9.7202.3016      

Copyright © Thalita Arruda. All rights reserved.

A psicoterapia é um processo realizado através de atendimentos individuais, com o intuito de proporcionar reflexão e novos sentidos às situações vividas. Muitas pessoas procuram um psicólogo em momentos de crise, quando ocorre alguma mudança significativa na vida, ou até mesmo quando decidem que querem mudar algo que os atrapalha. Sentimentos e emoções recorrentes também podem despertar a busca pela psicoterapia.

Esse processo se desenvolve através de sessões semanais em que o psicoterapeuta busca, junto com o paciente, encontrar novos caminhos para lidar com a vida e o que ela desperta. Cada indivíduo carrega e constrói a sua história, considerando o que é singular a cada um, esse caminho vai sendo criado conforme a necessidade de quem o procura. A busca por um processo de psicoterapia faz parte de um investimento em si mesmo.

A psicoterapia pode ser uma necessidade também de crianças e/ou adolescentes. Esses casos podem ser encaminhados pela escola ou pelos pais. Para o atendimento de crianças são utilizados recursos expressivos e brincadeiras (ludoterapia), além disso, é realizada orientação familiar e escolar. O atendimento ao adolescente é realizado em sessões individuais e a orientação familiar ocorre conforme a necessidade do jovem e dos pais. A participação dos pais no atendimento com o adolescente é feita sempre com o seu consentimento, pois ele está em um momento de desenvolvimento de autonomia e construção de identidade.

Na psicoterapia o paciente deve se envolver com seu movimento interno em busca de uma ampliação da consciência, esse envolvimento pode ser facilitado pelos recursos artísticos. Assim, a arteterapia e as expressões criativas poderão ser utilizadas como recurso nas sessões para atendimentos de crianças, adolescentes, adultos e pessoas na segunda metade da vida, isso poderá ser escolhido de acordo com o processo de cada um.